#DevDay2012 nas Gerais

Tive o prazer de ter a submissão da minha palestra aprovada para o #DevDay2012! O pessoal da organização foi extremamente atencioso e nos receberam com uma agradável surpresa!

O evento

O evento aconteceu na UNA Campus Aimorés, mas primeiramente por um pequeno erro de interpretação no mapa de um certo colega palestrante fomos parar em outro campus…

É  uma iniciativa do Dev Island e eles se denominam uma comunidade de desenvolvimento plural, não pertencente a uma tecnologia ou linguagem. Tanto que foram feitas palestra de Java do Juan Lopes, de Python do Luciano Ramalho, … E várias outras distribuídas por 3 salas, durante o dia todo.

Encontrei além do Juan Lopes,  que é do RJ, o Elemar Jr. que é do RS; Essa é uma boa “desculpa” para ir nesses eventos, dá para reencontrar amigos distantes… Mas também outros que estão aqui do lado em SP, como o Victor Cavalcante, Rodrigo Yoshima e o Vinícius Quaiato, que foi comigo e espantou um cara da nossa fileira no avião antes mesmo da decolagem!

Minha palestra

Submeti a palestra que eu havia apresentado no #TDC2012, que é o assunto que eu tenho estado mais envolvido no últimamente. Mas não queria apresentar da mesma forma. O meu objetivo era diminuir os slides, que sofreram um Refactoring (SIM!), diminuir o tempo “teórico”, e mostrar um Refactoring ao vivo. Infelizmente ao treinar o tempo percebi que seria muito difícil encaixar nos 45 minutos disponíveis; e infelizmente novamente, mesmo reduzindo o código que eu ria demostrar, o tempo não foi suficiente. Acho que é preciso 1 hora e 30 minutos, talvez, ou só focar no código.

Mas o objetivo não era ensinar técnicas de Refactoring, só é possível estudando, treinando, praticando… O objetivo foi passar a mensagem de que somos responsáveis pelo nosso código, não o analista, não o arquiteto, não o gerente. E que temos que perder o medo de melhorá-lo.

“It’s easier to beg forgiveness than to ask permission.”, Grace Hopper

“É melhor pedir perdão, do que pedir permissão”

Não pedimos para colocar um If, um For, por que devemos perdir permissão para melhorar o nosso “ambiente” de trabalho? Só depende de nós! E para isso é preciso estudar, ler, codar, e até mesmo errar; mas com consciência! Aprenda os Code Smells, as técnicas de Refactoring, maneiras de garantir a mudança com testes; que você não irá se arrepender e terá muito mais segurança.

Desafio

Me propus nessa semana de gravar o Kata completo em vídeo e publicar, quando fizer eu tuíto. E vou publicar também o código no GitHub!

Agradecimentos

Galera da organização, Diogo Damiani, Douglas AguiarGibran Silva, vocês estão de parabéns pela organização, que é bem puxada! Também quero agradecer o Quaiato e o Juan por algumas dicas de última hora sobre o Git que salvaram a minha pele, ou não, já que o que eu havia preparado deu pau, tsc… tsc… tsc…, mas eu chego lá.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *