Comentários sobre melhorias e features do Team Foundation Server Update 2 RC1 – Parte 2

Continuando do post anterior com os comentários sobre melhorias e novas features que o Update 2 do TFS 2015 traz.

Este post é sobre as melhorias e novas features relacionadas a build, test e release.

Melhorias e features relacionadas ao build

Administração de Build

Administradores de filas de build agora podem controlar quem cria definições de build e release para a fila. Isso permite a cada time ter e administrar os seus próprios recursos de build.

Estatísticas históricas

Estatísticas históricas dos agentes de build e release estão disponíveis através da visão de queue e do pool, dando aos administradores um melhor entendimento de quanto os recursos de build estão consumindo.

Melhoria de UI no build

O wizard de criação de uma nova definição de build foi simplificado, agora as principais informações sobre fontes e filas são selecionadas antes de escolher um template.

Visão estendida de resultados do build

O build summary,  pode ser estendida com informações customizadas e outras visões usando o extension framework. Também é possível estender através da publicação de um arquivo markdown, utilizados normalmente em arquivos README.md (arquivo texto plano com marcações específicas, leia mais aqui).

Publicação de tasks como extensões

Possibilidade de usar a gallery para publicação de tasks, além das existentes de extensões do TFS, Visual Studio, Code, …

Melhorias e features relacionadas a Testing

Resultados de Test no build

A análise de resultados de teste ganhou melhorias no sumário da página de Build:

  • Um sumário agora agrega todos os resultados de teste no build
  • Testes que falham pela primeira vez em uma correção de bug recebem um flag de New failure, facilitando a identificação em testes de regressão. Para testes que continuam falhando depois de vários builds é possível identificar em qual build o bug foi introduzido!
  • Gráficos de tendência mostram a contagem de testes que falharam e a duração do teste
  • O status do teste é disponibilizado através de uma notificação via email.

Melhorias no teste manual

    • Filtro de planos de teste, possível criar uma query de WIT’s baseada em filtros de planos de teste
    • Visualização dos testes de suítes filhas, trazendo uma visão única da suíte selecionada e suítes filhas com apenas um clique
    • Apagar planos de teste, diretamente do hub Test

Teste exploratório direto na web

Plug-in para o Chrome, através do Marketplace, com as seguintes features:

  • Captura de screenshot e notas simplificadas
  • Submissão de bugs, durante uma sessão de teste exploratório, as notas, screenshots com anotações, team area e iteration path, SO e navegador; são informações capturadas automaticamente.
  • Busca e alteração de bugs existentes, durante a criação de um bug, a extenção irá automaticamente buscar e listar bugs existentes baseado na correspondência do título, dando a opção de alterar um bug existente com as novas informações, barrando a criação de bugs duplicados.
  • Criação de WIT’s do tipo Task.
  • Busca de WIT’s para associação com a sessão de teste exploratório, aumentando os benefícios de rastreabilidade.

Release

Por último mas não menos importante, Release Management. Neste update o produto Release Management é absorvido pelo TFS, e se transforma em um serviço integrado. Este update é praticamente uma major version do TFS. O client é abandonado e da mesma maneira que o TFS Build foi migrado para a interface web, no hub Build, o RM virou o hub Release.

Essa mudança estrutural permite que releases managers, ou gerentes de configuração, não precisem mais do client para criar, editar e administrar o pipeline de release, assim como no build.

Para visualizar as features do Release veja este vídeo com o que já está implementado no VSTS:

https://www.youtube.com/watch?v=7-Eazr2K9K4

No futuro irei publicar mais informações sobre releases no TFS aqui no blog, abordando assuntos como automação de ambientes através de Powershell DSC, container com Docker, etc…

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.