Ajustando as velas…

Estou ajustando as velas aqui desse blog, quer dizer… Se você chegou aqui é por que já está na nova casa! Agora é .com.br!

Também estou mudando  o objetivo deste blog, antes na descrição estava “.net, scrum, scripts e afins…”, pois quando ele foi criado eu atuava como desenvolvedor, estava conhecendo Scrum, e queria ganhar algum dinheiro fazendo freelas criando scripts de automação 🙂

Agora a descrição será “ALM, .Net, IoT e afins…”

Já tem mais de 2 anos que atuo em ALM e não mais como desenvolvedor, por isso essas 3 letrinhas estão em primeiro. Esse vai ser o foco maior do blog. Neste momento estou completando 1 ano de trabalho na Lambda3 com a equipe de ALM! Mas por atuar muito mais com a plataforma da Microsoft que em qualquer outra, o .Net da descrição não vai sair, fica em segundo lugar.

Mas também estou voltando a eletrônica, minha formação anterior e onde comecei minha carreira profissional, mas apenas como hobbysta, por isso que IoT está aparecendo em terceiro lugar, vou falar um pouco por aqui, tentar participar mais da comunidade Maker (aqui, aqui, …), participar de projetos relevantes. Se você não curte, é só pular os post’s, mas espero que eu consiga trazer algumas pessoas que tem vontade de fazer algo para o lado Maker.

O “afins”, é complicado… Aqui pode entrar bastante coisas, os eventos que eu participo de comunidade, crônicas, opiniões, cloud (não foi só o endereço desse blog que mudou, agora ele é hospedado em um serviço do Windows Azure), mobile, arquitetura, processo, agilidade, … enfim!

Também estou retomando a série de vídeos, no canal ALM com TFS, dos Hands-On Labs que acompanham a máquina virtual disponibilizada pelo Brian Keller da Microsoft, se quiser acompanhar somente os vídeos assine o canal no YouTube e recebas as notícias de publicações, mas acompanhe por aqui também, vai ser legal!

Outro meio de ficar informado sobre novos post’s ou vídeos publicados é pela conta de twitter dotNetDrops, lá será publicada não só essas atualizações mas RT’s sobre Visual Studio, TFS, desenvolvimento de software, notícias, sem os tuítes de assuntos genérico da minha conta pessoal no twitter.

O objetivo é manter a constância de posts terças e quintas… então até quinta!

De volta… e com novidades!

Olá, pessoal!

Faz muito tempo! E muitas coisas aconteceram. Meu último post aqui foi sobre o DevDay 12, ano passado… E eu já participei do DevDay 13, e nem consegui postar nada a respeito. Mas bem antes disso, eu fui trabalhar na BR Soluções Integradas, com arquitetura de soluções e ALM. E agora estou mais focado neste último… Muita coisa e pouco tempo. Mas resolvi reatar o compromisso de escrever aqui, agora com um foco maior em ALM, tanto ferramenta, como processo, soluções, … E quando sobrar um tempo outros assuntos, como arquitetura, integrações, nuvem, …

Vou começar compartilhando os primeiros passos que um desenvolvedor, ou administrador, ou até mesmo um consultor de ALM, deve fazer para entrar neste mundo: os Hands-On Labs do Team Foundation Server. Normalmente compartilhados juntamente com uma Virtual Machine do Tfs, os HOL são exercícios que demonstram como usar features e novidades da plataforma Tfs. É a maneira de colocar o pé no ALM usando o Tfs.

Estou gravando os HOL em vídeos e disponibilizando para a comunidade. Se quiserem fazer perguntas ou trocar ideias, sobre o vídeo utilizem os comentários no post.
Assine o feed para ficar por dentro das novidades. As postagens de vídeos irão ocorrer ás terças e quintas, até o final dos HOL. Depois teremos muitos outros assuntos para debater, distrinchar, detalhar. Afinal ALM é colaboração.


Referências citadas no vídeo:

Qual a próxima onda?

Já que é sexta-feira quero convidar a todos para fazer um exercício de futorologia e opinarem… o que vem em seguida? Qual a próxima onda?
Estamos entrando em uma onda chamada Cloud Computing, mas eu acho que ela não é o fim, é um meio.
Para mim,  a internet nunca foi um fim, e sim um meio de comunicação. Sempre vi como ela foi criada uma rede global, portanto sempre pensei que seria o meu suporte para conexão de sistemas, troca de informações, integração e não como o sistema em si, as chamadas web aplicações. Que ao meu ver são muito específicas, nem tudo dá para ser web.
Hoje o Giovanni Bassi twitou com o link de um vídeo em que a MS mostra a visão de futuro dela. É uma série de vídeos muito legais, tem um mais específico na área médica, outro da área de manufatura, eles estão aqui.
Logo mais teremos o Win7 chegando com suporte a telas por toque, a próxima versão do .Net framework vai trazer facilidades nesse aspecto, temos Silverlight rodando fora do navegador, MS Surface, …
Dito isto,  acho que a próxima revolução não será o Cloud Computing, que vai “apenas” (não é pouca coisa concordo) abstrair o computador pessoal em vários dispositivos e integrar muita coisa, mas acho que a próxima onde será a das interfaces! Integrá-las mais harmoniosamente ao nosso dia-a-dia, ter mais usabilidade, mais poder e mais facilidades.
O que você acha?

Adobe Reader posto, Adobe Reader morto!

Se você acompanha esse blog sabe que sou desenvolvedor da plataforma .Net, e portanto sou mais pelo lado do software proprietério, pois ganho dinheiro com isso… Gosto dos produtos da MS, e defendo eles sempre que a discussão vai pro lado filosófico e sai das questões técnicas.

Portanto, era natural que para ler PDF eu usasse o software “original”, o Adobe Reader…
Mas uma coisa sempre me intrigou nesse software, apesar de saber que ele não é apenas uma leitor, você pode desenvolver formulários com ele. É complicadinho, usa Java Script, mas funciona e,  dizem que os norte-americanos declaram o imposto de renda assim; além de ele ter uma segurança elevada no PDF usando certificados digitais, etc… E portanto,  isso faz dele um software “robusto”. Ele é robusto DEMAIS!

É extremamente grande, extremamente pesado, e extremamente chato pois de mês em mês, ou menos, baixa uma atualização de mais de 40Mb!!! Eu disse uma atualização de mais de quarenta megabytes!! Ou seja, baixa toda vez que ele faz um update um novo Adobe Reader! Uma vez,  até eu mandei um e-mail para a Adobe perguntando o porquê de o software ser tão pesado, logicamente não tive resposta.

Bom… O tempo passou e tudo isso me fez perder a paciência, ainda mais no peso quando eu quero abrir mais de um arquivo ao mesmo tempo. E decidir matar o Adobe Reader… pelo menos na minha máquina.

Eu já havia visto algumas soluções de leitores de arquivo PDF, mas nenhuma me agradou, até que ano passado vi que o Foxit melhorou muito! A interface ficou confortável, é verdade que não é parecida com a da última versão do Adobe Reader, mas não se pode ter tudo. Mas o que mais me chama a atenção é a leveza, poxa, é pequeno e muito leve, já usava nas duas últimas empresas e agora instalei aqui em casa, e estou feliz… e leve!! 🙂

Nesse caso o software livre se mostrou muito superior ao fechado, e nesse caso em específico eu faço propaganda, mate o seu Adobe Reader também!

http://www.foxitsoftware.com/

Olá mundo… ou melhor: Hello, World! de novo…

Olá, pessoal!

Estou completamente na Web agora, com domínio próprio, blog com engine em .Net, etc…

A necessidade do domínio surgiu por conta de novos projetos pessoais que eu estou desenvolvendo, o famoso projeto de garagem, mas que está ganhando forma e este ano vai sair da cabeça para o papel, ou melhor, para o mundo virtiual.

Também vou usar o domínio para hospedar esse blog que eu vinha desenvolvendo no egomesbrandao.blogspot.com, espero que eu aumente a frequência de postagem. Assim continuo também com o projeto que eu vinha desenvolvendo no CodePlex, e que seguia os posts do blog anterior, esse aqui: ABC2008 Tem um outro também, mas divulgo depois.

Quanto ao meu projeto de garagem, espero em breve fazer um anúncio dele por aqui.

[]’s